Pastoral, Reflexões

Cara de Pau

image_pdf

Um dos meus maiores desafios como ser humano é admitir quando estou errado. E quando digo “maior desafio” não uso de eufemismo algum, é de ficar dias lutando contra aquilo. Agora, imagine quando se trata de pecado? Ah, neste caso, então, acredito que não estou só: a gente mal consegue dizer “errei”, quem dirá “pequei”. Isso chega a ser desesperador, não é!?

Mas… e se eu te dissesse que a coisa pode ser ainda pior? Sim, bem pior. Porque a Bíblia vai dizer que nós não temos desculpa. Parece até um desafio, né? Dá vontade de dizer: “Ah, Dona Bíblia… quer apostar como eu tenho uma boa?” – e é compreensível pensar isso porque, convenhamos, nós somos mestres na arte da desculpa.

E dentre as que usamos diariamente, a mais famosa é “a carne é fraca”. E olha a nossa ousadia! A gente tem coragem de usar uma afirmação do próprio Cristo para justificar nossos “deslizes” (isso sim foi eufemismo rs). Nem preciso te dizer que a intenção de Jesus não era nos dar uma brechinha pra pecar, mas nos alertar a não subestimarmos essa maldita natureza.

Mas, tá sentado? Porque a coisa vai ficar pior. Você sabia que depois de sermos lavados e remidos no sangue de Cristo, a gente peca porque é cara de pau mesmo? Eu sei, eu sei… teologicamente é muito complicado de se afirmar isso, tem que ver certinho a hermenêutica e tal. Eu sei, também estudei, mas vou te apresentar minha tese e você julga.

A gente tem mania de dar aquela forcinha pra quem tá sendo provado e diz: “Calma, amiga, a Bíblia diz que a gente não é provada além daquilo que pode suportar”. Então, “amada”, não é isso que a Bíblia diz não. A Bíblia diz bem assim: “Não sobreveio a vocês TENTAÇÃO que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam TENTADOS além do que podem suportar. Mas, quando forem TENTADOS, ele lhes providenciará um ESCAPE, para que o possam suportar.” (I Co. 10.13). “Ah, Roger, mas a palavra no grego para…” Ei, se liga no contexto, irmão! O versículo anterior é categórico: “Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!”

Ok, mas o coração desta reflexão não é esse. A pergunta é: “Pequei! E agora, o que Deus vai fazer comigo?” Te respondo: “Nada!” Isso mesmo, nada! E te digo em poucas palavras o porquê. Primeiro, porque Ele é bom, misericordioso e já pagou o preço. Segundo, porque as consequências do pecado já são castigo suficiente para uma vida. E, finalmente, porque…

Não dizer nada é o pior castigo que Deus pode dar ao homem

(Lembra-se de Saul? Enlouqueceu por causa disso).

Ei, pecou? Em nome de Jesus, confesse, arrependa-se e lide com as consequências. Porque enquanto Deus está avisando e lhe corrigindo, há um escape. Porque se você acha que Ele não disse nada porque não liga para o que você está fazendo, saiba disso: “Mas o meu povo não quis ouvir-me; Israel não quis obedecer-me. Por isso os entreguei ao seu coração obstinado, para seguirem os seus próprios planos.” (Sl. 81.11,12)

Que Deus tenha misericórdia de mim e de você.

No amor do Pai,

Roger

Quem leu esta reflexão também gostou de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *