Reflexões, Santificação

Santa indignação! Deus te quer feliz!?

image_pdf

E a mais recente treta da web se deu entre a cantora Ana Paula Valadão e a loja de roupas C&A. Para quem não sabe, a cantora expôs sua “Santa Indignação” contra um comercial da varejista em que casais trocam de roupas entre si. A cantora alega que a campanha publicitária seria uma afronta aos valores cristãos e que cada pessoa deveria usar roupas condizentes ao gênero que pertence.

raiva

Enquanto a opinião da cantora restringe-se às fronteiras de seu direito e liberdade de expressão, todos (inclusive a C&A e sua campanha pela liberdade de escolha) dizem amém! O problema foi a convocação feita por Ana Paula a um boicote à rede de lojas que gerou uma santa indignação até mesmo entre os evangélicos. Evidentemente, como a popstar é considerada a Nossa Senhora da Lagoinha por muitos evangélicos, houve quem amaldiçoasse mesmo a C&A e pouco se importasse com o desemprego de seus colaboradores – embora esse tipo de ação promova muito mais publicidade do que prejuízo à marca. O boicote é mesmo um megafone!

Dentre tantos anônimos e famosos que se manifestaram contra a cantora, chamou-me atenção a vlogueira, atriz e comediante Marcela Tavares. Conhecida por não ter papas na língua, Marcela mandou um de seus famosos recados, dessa vez, à cantora mineira. Mas, sinceramente, acho que preocupar-se com o que o mundo prega aos seus asseclas talvez não seja a melhor forma de proclamarmos a verdade do evangelho. Até porque, não vi a mesma indignação ante o consumismo desenfreado ou ao trabalho escravo dessas lojas. Mas quem sou eu para corrigir Vossa Senhora, né?

Contudo, dentre erros e acertos, Marcela encerra seu vídeo com um dos maiores enganos da humanidade: “Deus quer que a gente seja feliz!”

A igreja não tá legal? Ah, vai pra outra!
Deus quer que você seja feliz!
Casamento não tá legal? Ah, troca de mulher!
Deus quer que você seja feliz!
Pastor tá pegando no pé só porque você curte uma balada?
Ah, para com isso… Deus quer que você seja feliz!

Não! Mil vezes não! Esse é o pensamento hedonista dessa geração em que a busca pelo prazer é o seu principal objetivo. JESUS foi muito claro quando disse: “Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno” E essa amizade não tem um objetivo ganancioso ou de qualquer vantagem pessoal – ela tem um propósito nobre: que a alegria dEle esteja em nós e que seja COMPLETA! E para que ela seja completa é preciso permanecer obedecendo. Portanto, o propósito de Deus não é te fazer feliz, é te fazer obediente – assim, você será completo.
Que possamos mostrar ao mundo não o quanto ele está errado, mas o quanto Deus pode nos fazer completos quando a Ele obedecemos – o exemplo é o melhor ensinamento.
“Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros” – João 13.35
No amor do Pai,
Roger

Quem leu esta reflexão também gostou de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *