Provações, Reflexões

Não vai dar certo! Querem ver?

image_pdf

Não há nada mais irritante do que uma pessoa pessimista! Na verdade, dizer que não há nada pior é apenas uma expressão, porque pior do que alguém pessimista é alguém que torce para que as coisas não aconteçam e ela tenha o prazer de dizer: “Não falei?”

Por outro lado, como diz meu pai: “Tudo demais é veneno!” Ser extremamente otimista e não prever riscos pode nos colocar em situações constrangedoras. E quando se fala da fé, essa disritmia geralmente traz decepções àqueles que confundem fé com pensamento positivo. Na verdade, essa confusão é alimentada… (perdão!) é empurrada goela abaixo por muitos pregadores que incorporam o Kenneth Hagin que há em si e disfarçam seu consumismo e ganância chamando-os de fé. Determinam aquilo que não podem e acumulam riquezas que lhes tiram o foco da salvação. Mas só um pouquinho de xarope de exegese cura essa tosse espiritual.

Fishermen fishing by fishnet

De fato, bom mesmo é caminhar com pessoas espirituais que te incentivam a crer e viver pela fé – a verdadeira! Me parece que Jesus faz esse desafio a Pedro naquilo que alguns tradutores chamaram de “A pesca maravilhosa”. No texto, diante da ordem do Mestre para que eles lançassem a rede ao mar novamente, Pedro faz uma declaração que muitos consideram como evidência de uma fé absoluta: “Olha, Senhor, nós fizemos isso a noite inteira e não deu certo, mas como é o Senhor que está mandando, vamos lá!”

Sinceramente? Ouso propor uma releitura desta palavra com uma dose de desconfiança. Já que o texto não revela a verdadeira intenção do coração de Pedro, vou te dizer o que eu acho: ACHO que ele duvidou! Por que? Porque depois que as redes começaram a se arrebentar por conta da quantidade de peixes, Pedro fica perplexo, atônito: “Sai de perto de mim, Senhor! Eu sou um grande pecador!” Pra mim, na verdade (e esta é apenas uma opinião), Pedro estava era se justificando:

Na boa? Eu faço isso a minha vida inteira. Posso não ser bom com as palavras como Ele, mas pescar… Ah, isso eu sei fazer! E, sinceramente, se no silêncio da noite [em que os peixes estão menos agitados] a gente não pescou nada, agora é que não vamos conseguir mesmo. O problema é que tá todo mundo olhando. Se eu não fizer o que Ele tá mandando, vão me chamar de incrédulo. Porém, se eu fizer e não der certo, eles precisam saber que a culpa não é minha… Já sei! Quem tá mandando é Ele, então…

É aí que (penso eu) Pedro joga a responsabilidade do milagre para Jesus: “Olha, Jesus, já fiz de tudo e não deu certo, mas já que você está insistindo, que fique claro, vou fazer só porque o Senhor está mandando”

Parece que você já entendeu o coração dessa mensagem, não é?

Eu sei que você já ouviu muito sobre isso. Que o segredo é Jesus estar no barco… Que Jesus não chama ninguém desocupado… Que eles estavam lavando as redes porque já haviam desistido de tudo, mas Jesus chegou e tal… Isso tudo é muito lindo, mas se você está [como eu] sendo desafiado a crer em algo que vai além da sua fé, que você está fazendo exclusivamente por obediência e não necessariamente porque crê, eis a Palavra do Senhor para você nesse dia: Jesus não vê a hora de ver a sua cara de espanto com o que Ele vai fazer!

Diante da perplexidade de Pedro, Jesus disse [imagino eu] com um sorriso nos lábios: “Pedro, não tenha medo! De agora em diante você vai fazer a minha vontade”

Continue obedecendo à voz do Mestre, mesmo que você esteja passando pela noite mais sombria de sua vida. Saiba, vai amanhecer! O Mestre está chegando. Não lave as redes, Ele ainda quer te levar a águas mais profundas.

No amor do Pai,

Roger

Quem leu esta reflexão também gostou de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *