Pastoral, Reflexões

Predadores

image_pdfimage_print

“Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo os colocou como bispos, para pastorearem a igreja de Deus, que ele comprou com o seu próprio sangue. Sei que, depois da minha partida, lobos ferozes penetrarão no meio de vocês e não pouparão o rebanho. E dentre vocês mesmos se levantarão homens que torcerão a verdade, a fim de atrair os discípulos. Por isso, vigiem! Lembrem-se de que durante três anos jamais cessei de advertir a cada um de vocês disso, noite e dia, com lágrimas.” At. 20:28-31

Se você acompanha meu ministério, já deve ter percebido o quanto combato as distorções do Evangelho. E se você tem paciência ou curiosidade para ler os comentários nos meus posts com teor apologético, já deve ter percebido o quanto sou atacado. Não, esse não é um vitimismo barato, tampouco a tentativa de ouvir palavras motivacionais (o que nos faz muito bem, mas não é esse o caso).

O caso é que esse texto de Atos nos dá a dimensão com que Paulo tratava as distorções da verdade. O apóstolo diz que durante 3 anos, noite e dia, em lágrimas, ele advertia o presbitério: “Ei, vigiem! Vão surgir lobos ferozes, até mesmo entre vocês! Esses caras não vão poupar o rebanho, cuidem dessas ovelhas! Elas foram compradas com sangue!”

Ei, pastores, pastoras, mestres, obreiros do Senhor, não permitam que esses lobos disfarçados de ovelhas distorçam a verdade a fim de agradar o ouvido das pessoas. Essas mensagens desviam o rebanho de seu caminho e o levam para o inferno! Vejam a importância que o apóstolo dava a esse cuidado, dia e noite falando a mesma coisa: “Cuidado, eles estão entre vocês!” – ele dizia isso chorando!

Não, amigos, os ataques não vêm de pessoas – vêm do próprio diabo! Nossa luta não é contra a carne (pessoas), mas contra os demônios que atuam através delas! Se o próprio Pedro, num momento de fraqueza, deu lugar ao diabo, imagina um crente amargurado!

Que o Senhor guarde nossos pastores! Lhe incentivo fortemente a interceder pela vida dos seus pastores nesse momento, para que o Senhor os fortaleça e lhes dê visão espiritual plena para identificarem os lobos e repreendê-los em nome do Eterno.

No amor do Pai,

Roger

Quem leu esta reflexão também gostou de

Publicado por Roger da Escola

L. Rogério (o “Roger da Escola”) é pai da Bia, fundador da Escola de Adoração, formado em Sistemas, Marketing, Comunicação e, em breve, Teologia. Fã do Cheescake Factory e de The Big Bang Theory.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *