Esperança, Reflexões

O verdadeiro Master Chef

image_pdf

Das pouquíssimas coisas que sei cozinhar, meu melhor prato é um hambúrguer com batata canoa e refri. Eu sei, eu sei, não é exatamente um prato digno de menção, mas a sensação de prepará-lo para alguém e ouvir: “Uau, está sensacional!” é simplesmente maravilhosa. Mas como eu realmente não sou referência alguma na cozinha, perguntei à minha amiga ultra master chef, Julia Bissiato, qual é a sensação de quando alguém ama e elogia uma de suas criações. Eis o que ela me disse:

“Roger, agradar o paladar de alguém me dá uma alegria tão intensa que eu simplesmente não sei lidar com isso. E não importa quantas vezes eu já tenha cozinhado para a pessoa ou de quantas vezes tenha feito aquele prato, é sempre como se fosse a primeira vez! E tem mais, mesmo eu já imaginando que a pessoa vai gostar, eu sempre me surpreendo com a reação e fico sem graça”

Chef Julia Bissiato com o Chef
Henrique Fogaça

A resposta da Ju foi muito mais surpreendente do que eu esperava. Na verdade, minha curiosidade partiu de um questionamento da alma: Como Deus se sente quanto à minha resposta a tudo que Ele tem feito por mim?

Evidente que, mesmo os pratos da Chef Julia sendo divinos, comparar seu sentimento de realização ao do Eterno é, no mínimo, precipitado. Mas se “comparar” é o recurso didático do Mestre, por que não?

A verdade é que a Bíblia me garante que Deus se realiza quando simplesmente olho para o prato que Ele mesmo preparou para mim e digo: “Uau! Ficou lindo!” Mas veja, isso não é tudo! É preciso experimentar. Certa vez, na Escola de Adoração, deram um pacote de bolachas ao Thiago Grulha no meio de sua aula. Ele agradeceu e disse: “Eu aprendi que a melhor maneira de dizer obrigado a alguém por um presente é desfrutar dele” – em seguida, abriu o pacote e comeu algumas ali mesmo.

Acredito piamente que esse é o segredo de realizar o desejo do nosso coração, desfrutar daquilo que Ele faz para nós, ou nas palavras do salmista: “Deleita-te também no Senhor e Ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e Ele tudo fará.” (Sl. 37.4-5)

É verdade que muitas vezes o tempero que Deus usa em Sua culinária nos parece amargo, estranho. Para dar uma disfarçada, até chamamos o prato de exótico, mas a verdade é que não estamos acostumados ao requinte do Chef e Ele não usa ingredientes ao léu, há um propósito em cada mistura, em cada essência, em cada sabor. Acredite, Ele sabe exatamente o que está preparando.

Entenda, não basta ser grato! Não basta dizer “Hummm!” só para agradar ao verdadeiro Master Chef. Talvez você precise apenas de um pouco mais de paciência até que o seu paladar se adapte à cozinha dEle, e não o contrário. Quando isso acontecer, acredite, com um sorriso no canto da boca você dirá: “Chef, está divino!”

Quer a receita desse prato? Aqui está: Deleita-te, Entrega e Confia. Misture tudo e é só saborear.

No amor do Pai,

Roger

Quem leu esta reflexão também gostou de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *