Reflexões, Versos & Prosa

Frágil

image_pdfimage_print

De um lado da tela, está você, talvez no meio de uma reunião de negócios, dando de comer para sua criança ou, quem sabe, lavando uma pilha de louças. De repente, pinga aquela mensagem: “Oi, tudo bem?”. Você imagina que a reunião já vai terminar, que o bebê já está quase satisfeito ou, quem sabe, que só faltam 2 pratos, e pensa: “Já respondo!”. Acontece que a reunião se estende, a criança derruba o suco ou, quem sabe, você derruba o prato no chão. Finalmente, o chefe briga, a criança chora e, quem sabe, você corta o dedo num caco do prato. Termina o dia, você já deitou. Dia difícil! Celular carregando na sala. Seu último pensamento antes de dormir: “Meu, esqueci de responder aquela mensagem! Ah… amanhã respondo”.

Do outro lado da tela, está o frágil. Talvez assistindo TV, navegando na internet ou até mesmo trabalhando. Foi quando, do nada, lembrou de você e te mandou a tal mensagem. Quinze minutos depois: “Gente, a pessoa tá online, por que não responde?”. Meia hora depois: “Poxa, custa responder?”. Uma hora depois: “Meu, será que eu fiz alguma coisa, e ela não gostou?”. Duas horas depois: “Certeza que tá brava comigo!”. Três horas depois: “Nossa, ela se acha, né? Se fosse fulano que chamasse, já tinha respondido”. Quatro horas depois: “Olha, eu sou uma idiota mesmo. Me preocupo, tô sempre pronta…”. Cinco horas depois: “Deixa, ela vai sentir minha falta! Nunca mais eu chamo!” E dorme. Dorme mal. Mal dorme. Se levanta de madrugada pra ver se a pessoa está online. E volta a dormir. Se revolta. Diz que vai ter volta!

A insegurança emocional se traduz num sentimento de inferioridade que muitas vezes vem à tona em tom de revolta. A tentativa de compensar as frustrações é tão imperceptível, que a pessoa sangra pra todo lado e nem se dá conta. E pior, no desespero por atenção, se torna inconveniente e acaba afastando até mesmo aqueles que lhe têm carinho e amor.

Se você se sente assim, é claro que você precisa de ajuda. E não há vergonha alguma nisso. Busque ajuda! Dentro de você há tantas outras qualidades, você não precisa se comparar a ninguém! Cada um tem seu perfume. Cada um tem seu valor. Só tá te faltando ajustar alguns ponteirinhos. Pense nisso.

Quem leu esta reflexão também gostou de

Publicado por Roger da Escola

L. Rogério (o “Roger da Escola”) é pai da Bia, fundador da Escola de Adoração, formado em Sistemas, Marketing, Comunicação e, em breve, Teologia. Fã do Cheescake Factory e de The Big Bang Theory.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *