Reflexões, Versos & Prosa

Some, que ele vem atrás!

image_pdfimage_print

Uma das maiores reclamações das mulheres é o mantra: “Homem é tudo igual!”. Mas, ironicamente, a rainha da sofrência decidiu concordar com essa máxima, já que aconselhou à “Anitta do céu”: “Some! Some que ele vem atrás”. Bom, toda generalização é cruel e quase sempre injusta. Por isso, vamos concordar que ninguém é igual a ninguém. Porém, o conselho da Marilia serve para um determinado tipo de homem. ⠀
Pensa! Se você sumir, sabe qual é o cara que vai vir atrás? O que não aceita te perder – não porque te ama, mas porque vai ficar mal na fita com os zamigo.

Sabe quem é o cara que vai vir atrás? O dependente emocional. Aquele que não suporta a ideia de viver sem você, não porque te ama, mas porque não tem personalidade suficiente sequer pra escolher uma camisa sem você. É esse ser pegajoso que você quer que volte?

Sabe quem é o cara que vai vir atrás? O ciumento! Aquele que fez perfil fake pra te stalkear. Esse volta, não porque te ama, mas porque se acha seu dono, e não vai deixar ninguém se aproximar de você.

Sabe quem é o cara que vai vir atrás? O submisso. Aquele que a Dona Sofrência disse que volta pianinho. Esse cara não tem voz ativa pra nada, você vai poder mandar nele, vai ser seu bichinho de estimação. Esse, volta!

Mas péra! Tem um cara que não volta… nunca mais! Sabe quem? O cara que entende que, se você terminou, é porque, no mínimo, você precisa de espaço. É o cara que não quer a coisa assim, forçada, sem paz, sem você se sentir bem na relação. Esse cara não volta!

Mas calma! Tem outro cara que não volta. O cara que respeita suas decisões. O cara que sabe a mulher decidida e firme que você é, por isso, ele sabe que não adianta insistir com você porque você não seria moleca pra ficar brincando com término de relação. Seria? Esse cara tem uma saúde emocional tão equilibrada, que ele sabe que precisa se concentrar no trabalho pra te esquecer. Bom, esse cara… volta não!

Mas… pode ser que haja um cara idiotizado e estereotipado exatamente assim como querem te vender. Alguém que vê você se embebedando na balada pra mostrar que tá bem, e que acha isso o máximo e, por isso, vai vir atrás. Ele vem, mas… é esse mesmo que você quer?

Quem leu esta reflexão também gostou de

  • La UsurpadoraLa Usurpadora A rivalidade entre as irmãs Raquel e Lia chega a ser roteiro perfeito para novela mexicana. A cada episódio, podemos facilmente imaginar […] Posted in Reflexões
  • ApatiaApatia Não é de hoje que gostamos de colocar nossos pecados na balança da conveniência. “Tô fazendo isso, mas pelo menos não tô fazendo aquilo!” […] Posted in Reflexões, Pastoral
  • Amar é a maréAmar é a maré Não falo (mais) sobre o amor. Afinal, não me sinto à vontade para falar de coisas que não entendo. Aliás, se há algo certo sobre o amor é […] Posted in Reflexões, Versos & Prosa
  • O tribunal da menteO tribunal da mente Um dos benefícios adquiridos pelos feitos da cruz é o direito a um advogado de defesa. Na verdade, não um advogado qualquer, mas Aquele a […] Posted in Reflexões, Graça

Publicado por Roger da Escola

L. Rogério (o “Roger da Escola”) é pai da Bia, fundador da Escola de Adoração, formado em Sistemas, Marketing, Comunicação e, em breve, Teologia. Fã do Cheescake Factory e de The Big Bang Theory.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *