Reflexões

Bendizei!

image_pdfimage_print

Já está mais que evidente que essa pandemia trouxe o melhor e o pior de nós à tona. Apesar de termos começado muito bem, mantendo nossos cultos (mesmo que à distância), compartilhando mensagens de esperança ou participando das lives de nossas igrejas, à medida que a quarentena foi se estendendo, nosso lado mais sombrio veio à tona. O que começou bem está se transformando em discussões políticas, ironias, desrespeito ou coisa pior. É aquele crente fervoroso que começou bem ao som de “Porque Ele vive”, mas acabou chorando na live da Marília Mendonça e ligando pra ex.

Esse é um tempo de provação não apenas do nosso emocional, mas principalmente da nossa fé. E infelizmente, muitas pessoas acham que só se tem fé quando não existe qualquer sombra de dúvida. Porém, para se ter fé é preciso ter muita dúvida! Explico. Se você soltar o seu celular no chão, você não precisa de fé para crer que ele vai cair. Você precisaria de fé para crer que ele iria flutuar. A fé só pode ser plantada no terreno da dúvida!

Esse tempo nos exige uma fé que não apenas confia que vai ficar tudo bem, mas também que nos mantém firmes emocionalmente. E nesse sentido, temos um desafio ainda maior: não reclamar! O livro de Números nos faz um alerta: “O povo começou a reclamar de sua situação ao Senhor, que ouviu tudo que diziam. Então a ira do Senhor se acendeu…” (Nm. 11:1). Preste muita atenção: se em sua casa entrou a reclamação, é porque a fé foi embora.

Veja, nós não sabemos o porquê de tudo isso, mas temos uma certeza: Deus está no controle! Ele permitiu, Ele sabe o porquê. Lembre-se das palavras de Paulo: “E NÃO SE QUEIXEM como alguns deles [nossos antepassados] se queixaram, e foram destruídos pelo anjo da morte. Essas coisas que aconteceram a eles nos servem como exemplo. Foram escritas como advertência para nós, que vivemos no fim dos tempos.” (1 Co. 10:10,11)

Nessa Páscoa, mais do que nunca, celebre a Deus por estar em casa com a sua família. Vigie! Não abra a sua boca para reclamar! Agradeça, porque o mundo está em pânico e desespero, mas nosso lar está a salvo em Cristo. Na porta do nosso coração, de ponta a ponta, tem sangue do Cordeiro, e aqui, não entra murmuração!

Quem leu esta reflexão também gostou de

Publicado por Roger da Escola

L. Rogério (o “Roger da Escola”) é pai da Bia, fundador da Escola de Adoração, formado em Sistemas, Marketing, Comunicação e, em breve, Teologia. Fã do Cheescake Factory e de The Big Bang Theory.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *